Maricá 208 anos

Em homenagem aos erros de arbitragem, flamenguistas lançam bloco: ‘’É roubado, mas é meu’’

Para seguir o bloco, bastar ficar próximo à alguma penitenciária e aguardar. (FOTO: Bruno/Macarrão)
Para seguir o bloco, bastar ficar próximo à alguma penitenciária e aguardar. (FOTO: Bruno/Macarrão)

Os orientadores da bateriam será composto pelo quadro de arbitragens do Mengão. As marchinhas de carnaval abordadas pelo bloco contará toda a trajetória da parceria entre o clube da Gávea e os árbitros, exemplificando cada tipo de campeonato, seja regional, nacional e até internacional.

Os organizadores do bloco, flamenguistas desde o seu nascimento, afirmam que para lançar um bloco carnavalesco desta proporção, é necessário conhecer bem a história rubro negra, mas garante que qualquer leigo sobre o assunto conseguirá entender o recado que o bloco passará

O bloco passará por todas as penitenciárias do Rio de Janeiro, inclusive terá uma parada em Bangú, onde os presos que, em sua pena, tiveram bom comportamento poderão acompanhar durante alguns minutos o ‘’É roubado, mas é meu’’.

Confira essa notícia no Facebook: (http://goo.gl/Qxs7VR)