Maricá 208 anos

Caso Bruno: Rottweiler se entrega a polícia e aumenta a pena do goleiro Bruno

brunogoleiroNa manhã desta sexta-feira mais um envolvido no caso do goleiro Bruno se apresentou a polícia. Desta vez, foi um dos rottweilers que supostamente ingeriu pedaços de Elisa Samúdio. O cão se apresentou na delegacia com o objetivo de ajudar nas investigações sobre o caso. Ao meio dia, o cão foi ouvido pelo delegado responsável pelo inquérito no qual não obteve mais nenhuma dúvida sobre o assassinato: ‘’Não podemos divulgar ainda o depoimento do animal, porém deixaremos claro que a pena do jogador será aumentada por mais 10 anos’’, afirmou. O Rottweiller será encaminhado para o CHCJ (Centro de habitação de cães em julgamento) onde vai receber exames veterinários e aguardar o final do caso.